Terça-feira, 11 de Março de 2008

Alicia Keys em Portugal

Alicia Keys podia ser só mais uma jovem diva do R & B, mas há qualquer coisa que a distingue. A voz, afrodisíaca e cheia de curvas, é uma delas. A postura, de um profissionalismo que desmente a sua idade, é outra. Quase quatro anos depois da sua estreia entre nós, no Rock In Rio, vamos revê-la no Pavilhão Atlântico, em Lisboa, a 19 de Março.
Alicia Keys ofereceu à última edição dos Grammy uma das melhores actuações da noite. Chamou John Meyer para a acompanhar e seduziu a plateia com o à-vontade de quem já saíra daquele palco com cinco grafonolas douradas de uma vez só. Cantou "No one", o single de "As I Am", que se tem portado muito bem nas tabelas de todo o mundo (Portugal incluído), acrescentando largas unidades aos mais de vinte milhões de discos que já vendeu até hoje.

Ao vivo, toda ela é sorriso, entrega e sedução. Passeia-se pelo palco, mas nunca se afasta muito do piano, instrumento de eleição que vem tocando desde que se lembra. A formação clássica mistura-se com arranjos novos que transformam as músicas e imprimem ao ambiente ora explosões de euforia contagiantes, ora um intimismo em tom confessional. Percorre os seus temas, mas investe também em territórios alheios. As versões podem vir dos Outkast ou de Gloria Gaynor, desde que caibam no seu universo cheio de alma. Raramente se limita a recriar o que fez em disco. Começa igual, deriva em novos arranjos e desagua em ritmos funk, latinos e toques de jazz, sem nunca perder de vista o estilo que faz dela uma "soul sister".

"As I Am" é o terceiro álbum da cantora norte-americana, depois de "Songs in A Minor" - o tal grande álbum de 2001 - e de "Diary of Alicia Keys", que confirmou o talento. O novo trabalho é assumidamente virado para a pop, com formatos mais redondos e prontos a consumir. Mas Alicia nunca escondeu a vontade de fazer a sua música chegar ao maior número possível de ouvintes. Do alto dos seus 28 anos, faz o que quer e a mais não é obrigada.

Antes de Alicia, soará na sala lisboeta o reggae de Patrice, "inspirado por Jah e militante como Malcom", conforme o último registo, "Raw & Uncut".

Fonte: S.Pe. (PUBLICO.PT)
publicado por Admin às 22:10

link do post | comentar | favorito

.subscrever feeds

.pesquisar

 

.Abril 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Descobre as diferenças e ...

. Alicia Keys: como lavar e...

. Alicia Keys esgotado

. Timbaland ft. Alicia Keys...

. Alicia Keys Gratis no teu...

. Alicia Keys em Portugal

.arquivos

. Abril 2008

. Março 2008

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds